Alckmin surge como preferido do eleitor tucano que não pretende votar em Doria

Na corrida para ocupar o cargo mais importante da política brasileira os nomes começam a se acumular. Para o PSDB, partido conservador e sempre pensando em seus nomes antecipadamente, são apontados dois nomes como presidenciáveis para as eleições 2018. De um lado Geraldo Alckmin e do outro Doria. Os eleitores divergem em diversos pontos em quem deve ser o candidato do partido tucano. 

Alckmin surge como preferido do eleitor tucano que não pretende votar em Doria
Alckmin surge como preferido do eleitor tucano que não pretende votar em Doria

Alckmin é um dos preferidos da população

No Grande ABC a disputa hipotética para um primeiro turno seria entre Geraldo Alckmin e o candidato petista Luís Inácio Lula da Silva. Lula, ainda forte na indústria por seus incentivos anteriores, é um nome forte. Pesquisa realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas mostra que os dois iriam para o segundo turno em mais de sete cidades paulistas. 

O ex Governador de São Paulo Geraldo Alckmin tem uma longa história com o Estado de amor e ódio. Por um lado os eleitores são a favor de levar para o mundo suas políticas de incentivo da indústria e geração de emprego, com forte apelo para o empresariado do Estado. 

Do outro ficam os que consideram o seu período na gestão como um dos piores para a saúde de São Paulo. A segurança pública foi um tema muito trabalhado, com forte investimento, mas a saúde ficou um para trás. Neste ponto fica a força de Lula pela criação de unidades de pronto atendimento nas cidades menores e descentralizando o atendimento médico público. 


Partido quer Dória, eleitor não 

O que o PSDB não esperava era uma negativa do seu eleitorado pelo candidato escolhido. João Dória, prefeito da cidade de São Paulo, parece não ter deixado uma imagem positiva a seu respeito entre os eleitores. Segundo pesquisas e matérias divulgadas na grande mídia, ele não seria o candidato ideal do PSDB mesmo sendo a preferência do partido. 

➜ Veja como andam as Pesquisas Eleitorais 2018!

Os eleitores parecem estar dispostos a mudar de partido se a candidatura das eleições 2018 para presidência de Dória se firmar. Um dos motivos é sua grande aproximação com Michel Temer, com uma imagem sombria entre os paulistanos. A aliança com o atual governo e seu corte de gastos em diversas áreas deixou a desejar. 

A corrida eleitoral acelerada em São Paulo mostra que por enquanto Dória perderia nas urnas. O cenário seria que ele seria derrotado já no primeiro turno e sua atuação gestão é o ponto forte para isso acontecer. O pedido dos fiéis ao partido é que ele não entre na disputa.


Muitas águas vão rolas entre candidatos à presidente

Enquanto não são anunciadas as candidaturas oficiais começam a serem especulados nomes para as eleições 2018. Um dos mais insistentes ainda é o de Lula, com caravana de divulgação e busca de apoio dos candidatos já iniciada. Já começou seu ciclo de palestras e por enquanto a disputa parece ser forte.

Ciro Gomes e Marina Silva, que já perderam para Lula em eleições presidenciais, voltam para disputar. Por enquanto os três continuam apenas informalmente dando entrevistas, mostrando o seu desejo de partir para o ataque mas sem confirmação.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *